Três das aranhas mais perigosas do mundo fazem 60 vítimas no estado de SP em 2024

8 dias voltar
Aranhas

Pequena e discreta, a aranha-marrom é uma das espécies mais perigosas devido ao seu veneno potente. Geralmente é avistada no interior das residências.

Aranhas - Figure 1
Foto Último Segundo

O Ministério da Saúde divulgou que pelo menos 149 incidentes com aranhas foram registrados somente em 2024 no estado de São Paulo. Deste total, 60 casos foram causados por três das aranhas mais perigosas do mundo. Os ataques ocorreram principalmente na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, e no Vale do Ribeira, no interior do estado. As informações foram obtidas pelo portal g1.

De acordo com informações do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE), foram registrados 73 casos de acidentes envolvendo aranhas na Baixada Santista, sendo 22 provocados por aranhas da espécie marrom (Loxosceles), quatro por aranhas-armadeiras (Phoneutria) e um por uma viúva-negra (Latrodectus). Esse trio é considerado um dos mais perigosos do mundo.

No Vale do Ribeira, foram registrados 76 casos de picadas de aranha, sendo 20 causados por armadeira e 13 pela aranha marrom. Os restantes 43 casos foram atribuídos a espécies de aranhas consideradas menos perigosas.

O Ministério da Saúde está informando que as picadas dessas aranhas são perigosas para os seres humanos, podendo causar graves acidentes como necrose da pele, amputação de membros e até mesmo levar à morte. Até agora, não houve nenhum caso de óbito registrado no Brasil.

Descubra Três Tipos De Aranhas

Loxosceles - Também conhecidas como aranhas-ciganas ou aranhas-violino. Elas costumam picar quando são pressionadas contra o corpo. Possuem cerca de um centímetro de tamanho e até três centímetros de comprimento total. São animais noturnos, constroem teias bagunçadas, parecidas com "algodão desfiado". Costumam se esconder debaixo de telhas, tijolos, madeiras, atrás ou debaixo de móveis, quadros, rodapés, caixas ou outros objetos guardados em armazéns, garagens, porões e ambientes com pouca luz e movimento.

A aranha-armadeira ou macaca, conhecida cientificamente como Phoneutria, é uma espécie bastante agressiva que assume uma posição de defesa pulando até 40 cm de distância. Seu corpo pode chegar a 4 cm de tamanho, com uma envergadura de até 15 cm. São aranhas caçadoras que têm atividade noturna e costumam se abrigar sob troncos, palmeiras, bromélias e entre folhas de bananeira. Além disso, podem se alojar em sapatos, atrás de móveis, cortinas, sob vasos, entulhos, materiais de construção, entre outros lugares.

Latrodectus - Conhecidas como aranhas viúva-negra, não apresentam comportamento agressivo. As fêmeas podem atingir até 2 cm de tamanho, enquanto os machos são menores, variando de 2 a 3 mm. São animais noturnos e costumam viver em grupos. Constroem teias desordenadas em arbustos, gramados, cascas de coco, calhas ou debaixo de pedras. Podem ser encontradas próximas ou dentro das residências, em locais sombreados como frestas, debaixo de cadeiras e mesas nos jardins.

Manter os jardins e quintais em ordem, evitando o acúmulo de detritos, folhas secas, lixo doméstico e materiais de construção próximos às residências.

Evite colocar plantas densas (como plantas decorativas, trepadeiras, arbustos, bananeiras e outras) perto das paredes e muros das casas. É importante manter a grama aparada.

Manter a limpeza regular dos terrenos não utilizados que ficam ao redor, garantindo que, no mínimo, uma faixa de um a dois metros próximos das residências esteja livre de entulhos.

Agitar as vestimentas e calçados antes de vesti-los, pois aranhas e escorpiões podem estar escondidos neles e picar ao serem pressionados contra a pele.

Evite colocar as mãos em cavidades, debaixo de rochas e em madeira deteriorada.

Utilizar sapatos e luvas feitas de couro pode prevenir acidentes.

Fechar as soleiras das portas e janelas ao entardecer, pois muitos desses seres vivos são notívagos.

Fechar aberturas e fissuras em paredes, pisos e espaços entre o teto e as paredes, arrumar os rodapés soltos, colocar peso de areia nas portas e redes nas janelas.

Colocar grades em ralos, lavatórios ou tanques.

- Controlar a multiplicação de insetos com o objetivo de prevenir a presença de aranhas que se alimentam deles.

- Coloque as camas e berços longe das paredes. Certifique-se de que as roupas de cama e mosquiteiros não toquem o chão. Sempre verifique os sapatos e tênis antes de usá-los.

Proteger os predadores naturais de escorpiões e aranhas: aves que se alimentam à noite (como corujas e joãos-bobos), lagartos, sapos, galinhas, gansos, macacos, quatis e outros animais (em áreas rurais).

Deseja se manter informado sobre as notícias mais importantes do dia? Acesse este link e junte-se ao nosso grupo no WhatsApp.

Ler mais
Notícias mais populares dessa semana