Topics quentes fechar

Leilão de reserva será definido na Justiça

Governo quer cassar liminares que permitiram térmicas a óleo e diesel
Representantes do Ministério de Minas e Energia, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica e da EPE avaliam resultado do primeiro leilão de reserva — Foto: Silvia Zamboni/Valor
1 de 1 Representantes do Ministério de Minas e Energia, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica e da EPE avaliam resultado do primeiro leilão de reserva — Foto: Silvia Zamboni/Valor

Representantes do Ministério de Minas e Energia, da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica e da EPE avaliam resultado do primeiro leilão de reserva — Foto: Silvia Zamboni/Valor

O primeiro leilão de reserva de capacidade realizado ontem pelo governo atingiu seu objetivo, mas ainda é cedo para dizer que foi um sucesso, apesar de ter contratado 4,6 gigawatt (GW) com deságio de 15%. O resultado final ainda vai depender da decisão da Justiça. Das 17 termelétricas vencedoras, sete usinas participaram do certame amparadas por liminares que permitiram oferecer custo de operação superior ao limite fixado na portaria de diretrizes do Ministério de Minas (MME) e Energia (MME), de R$ 600 por megawatt-hora (MWh). Das outras dez usinas, nove são a gás natural e uma utiliza bagaço de cana-de-açúcar.

Imagem Barreira
Notícias semelhantes
Notícias mais populares dessa semana