Topics quentes fechar

NBA: com Nets, Suns, Warriors e Lakers em quadra, rodada de Natal da NBA tem confronto entre melhores campanhas e reflexos da Covid-19

Phoenix e Golden State fazem a principal partida do dia, enquanto nova iorquinos e angelinos se enfrentam com uma série de desfalques

A NBA costuma acertar nas escolhas dos confrontos da tradicional rodada de Natal, que faz ainda no início das temporadas. Em 2021, foi certeira: o sábado tem como destaque a partida entre Phoenix Suns e Golden State Warriors, donos das duas melhores campanhas da liga. Um confronto que escapou quase ileso (são três afastamentos nos Warriors), até agora, da ameaça da Covid-19, que adiou jogos e afastou mais de 100 atletas da liga. A ESPN transmite as partidas do dia, que começam às 14h e invadem a madrugada de domingo.

Na sexta-feira, Stephen Curry, coroado recordista histórico de bolas de três há pouco mais de uma semana, se recuperou de uma sequência ruim na taxa de acerto desse tipo de arremesso. Fez incríveis 46 pontos na vitória por 113 a 104 contra o Memphis Grizzlies, 24 deles em lances de três pontos. O armador, já cotado para o prêmio de MVP (melhor jogador), tem médias de 27,7 pontos,. 5,4 rebotes e 5,9 assistências por partida.

Seus Warriors são donos da segunda melhor campanha, com 26 vitórias e 6 derrotas em 32 jogos disputados até aqui. Fruto de um trabalho de reconstrução do técnico Steve Kerr, recém-anunciado comandante da seleção dos Estados Unidos.

— Normalmente, eu gosto de jogar no Natal. É empolgante, amo jogar em casa. É uma forma de ter uma boa manhã de natal com a família e as crianças e partir para a arena mais tarde. É difícil jogar fora de casa, mas é parte de estar NBA — afirmou Kerr antes da partida de sexta.

Curry marcou 46 pontos em vitória sobre os Grizzlies Foto: Thearon W. Henderson / AFP
Curry marcou 46 pontos em vitória sobre os Grizzlies Foto: Thearon W. Henderson / AFP

O técnico lembrou que os Warriors farão sua segunda partida de Natal seguida fora de casa — foram a Milwuakee no ano passado e pediu que a NBA reveja as regras sobre o assunto. Ainda assim, garantiu ser uma honra atuar em um momento em que "todos estão assistindo".

— Tenho confiança de que jogaremos em casa no ano que vem. Ou então protestaremos e não vamos ao jogo — brincou.

Além da viagem ao Arizona, os Warriors terão uma pedreira pela frente Do outro lado estão dos vice-campeões da liga. O Phoenix Suns manteve a base que venceu a Conferência Oeste na temporada passada e lidera pouco à frente da franquia da Califórnia: são 26 derrotas e 5 vitórias em 31 jogos. Na sexta, venceu o Oklahoma City Thunder por 113 a 101 com 30 pontos do armador Devin Booker, destaque da temporada (23.3 pontos por partida). O trio com o pivô DeAndre Ayton (17,3 pontos e 11,3 rebotes) e o também armador Chris Paul (14,4 pontos e 99,9 assistências) segue comandando a franquia treinado por Monty Willians — anunciado como auxiliar de Kerr na seleção —, em novo ano de perseguição ao título.

Devin Booker (direita), destaque dos Suns, comemora jogo no Natal Foto: Christian Petersen / AFP
Devin Booker (direita), destaque dos Suns, comemora jogo no Natal Foto: Christian Petersen / AFP

A oportunidade de jogar no Natal, um dos principais eventos do ano na liga, é muito comemorada nos Suns, que vem de década apagada. A última vez que a franquia esteve na tradicional rodada, que reúne as principais equipes do momento e outras importantes para o cenário histórico da NBA, foi em 2009.

— Estou ansioso. É uma honra para gente, uma coisa enorme. Quando você ama o jogo, vive essa tradição natalina de assistir as partidas a vida toda. Vai ser muito divertido — diz Booker, que fala em sonho e objetivo realizado.

Adiamentos pela Covid-19 assustam

A rodada abre com a intensa rivalidade entre o New York Knicks e o Atlanta Hawks, no Madison Square Garden, às 14h. Mais tarde, às 22h, acontece um jogaço fortemente afetado pelo surto de Covid-19: líder da Conferência Leste (21 vitórias e 9 derrotas), o Brooklyn Nets visita o Los Angeles Lakers, sexto no Oeste, com 16 vitórias e 17 derrotas. Ambas as franquias têm jogadores afastados pelo protocolo de saúde ou por lesões.

Durant foi colocado no rptocolo de saúde e segurança Foto: AL BELLO / AFP
Durant foi colocado no rptocolo de saúde e segurança Foto: AL BELLO / AFP

Os Nets provavelmente não terão a presença de Kevin Durant, seu principal jogador, colocado no protocolo — mesmo caso do recém-reintegrado Kyrie Irving. Harden, liberado após o isolamento, deve ser reforço. Do lado dos Lakers, o principal desfalque é o de Anthony Davis, que se recupera de lesão no joelho esquerdo. Ao contrário dos nova iorquinos, que perderam jogadores mais importantes no núcleo titular, os angelinos terão desfalques significativos no banco.

Em meio a um crise de contaminação pelo vírus, que afetou atletas, equipes técnicas, a NBA conseguiu manter intacto o calendário da rodada em meio a uma série de adiamentos. Até aqui, foram nove jogos remarcados e pouco mais de 100 atletas (cerca de 20% da liga) estão afastados pelo protocolo de saúde. Internamente, há consenso de que a nova onda de casos está ligada à variante ômicron.

Torcedores do Toronto Raptors de máscaras antes de partida da equipe canadense Foto: John E. Sokolowski / USA TODAY Sports
Torcedores do Toronto Raptors de máscaras antes de partida da equipe canadense Foto: John E. Sokolowski / USA TODAY Sports
Confira os jogos e horários da rodada de Natal da NBA:
  • New York Knicks x Atlanta Hawks (14h)
  • Milwaukee Bucks x Boston Celtics (16h30)
  • Phoenix Suns x Golden State Warriors (19h)
  • Los Angeles Lakers x Brooklyn Nets (22h)
  • Utah Jazz x Dallas Mavericks (0h30)
Notícias semelhantes