Raphael Lopes, ex-Ipatinga, estreia na Uefa Champions League três meses depois de encerrar passagem pelo Tigre

8 dias voltar
Liga dos Campeões

O atleta, que joga no Hamrun Spartans, equipe atualmente bicampeã de Malta, começou jogando na estreia do time na fase inicial da principal competição de clubes do mundo, que teve início nesta terça-feira.

O Hamrun, que possui mais dez jogadores brasileiros no time, foi derrotado em seu estádio pelo Lincoln, que é o atual hexacampeão de Gibraltar, pelo placar de 1 a 0.

Raphael começou a partida como titular e permaneceu em campo até os 40 minutos do segundo tempo, quando foi substituído por Vitão, outro atacante brasileiro da equipe, de 25 anos de idade.

Raphael Lopes vestindo a camisa do Ipatinga. Foto: Divulgação do Ipatinga Futebol Clube.

Antes de realizar seu sonho de jogar na Liga dos Campeões, Raphael Lopes fez parte do time Quadricolor que foi rebaixado no Campeonato Mineiro deste ano.

Mesmo com a queda de desempenho, o jogador se sobressaiu jogando pelo Tigre, ao conseguir marcar três gols em apenas seis partidas. Ele foi responsável pelo primeiro gol do Ipatinga na temporada, durante a derrota para o Atlhletic, em São João Del Rei, por 2 a 1 e ainda conseguiu fazer mais dois gols em clássicos contra o Democrata de Governador Valadares.

Passaram-se três meses e oito dias desde que Raphael vestiu pela última vez a camisa do Quadricolor no campeonato estadual, quando finalmente fez sua estreia na Champions League.

Confira outras partes da entrevista.

O elenco é majoritariamente composto por malteses e brasileiros. Qual é a dinâmica entre eles?

A ligação é muito boa. Os idiomas utilizados são o inglês e o italiano. Temos dois jogadores do Brasil que estão há oito anos no clube. Comunicamo-nos bastante através deles e o clube disponibiliza um tradutor também.

Qual é o motivo de haver tantos jogadores brasileiros no elenco?

O dirigente da agremiação é o cidadão mais abastado da nação e nutre grande simpatia pelos brasileiros. Deseja incorporar mais atletas do Brasil à nossa equipe.

Qual é a experiência de viver em Hamrum?

Estou em uma cidade encantadora, famosa por seu turismo. A ilha possui praias incríveis. Estou acompanhado de minha esposa. O clube fornece moradia, automóvel e salário, comparado ao que eu recebia no Brasil, é muito superior. Há muitos lugares para visitar, mas atualmente estou concentrado no trabalho, pois o cronograma é bastante agitado.

O Hamrum conquistou o bicampeonato maltês recentemente. A meta do clube é avançar nos playoffs. Desde que cheguei aqui, tenho participado de treinamentos e amistosos, marcando gols nos jogos preparatórios. O treinador Alessandro Zinnari me escalou como titular. Se conseguirmos avançar nessa etapa e na seguinte, iremos para a fase regular. Caso contrário, teremos que nos contentar com a Europa League.

Na terça-feira, 16 de novembro, às 13h (horário de Brasília), o time de Raphael Lopes, o Hamrun, buscará reverter a derrota contra o Lincoln. O jogo será realizado na Espanha, já que Gibraltar não possui estrutura adequada para sediar competições da UEFA.

Ler mais
Notícias semelhantes