Topics quentes fechar

Vaticano: Papa João Paulo I será beatificado em setembro

A data foi oficialmente divulgada pela Congregação para as Causas dos Santos nesta sexta-feira

O Vaticano anunciou nesta sexta-feira (24) que o papa Francisco beatificará João Paulo I no próximo dia 4 de setembro de 2022, em uma cerimônia na Praça São Pedro. A data foi oficialmente divulgada pela Congregação para as Causas dos Santos.

Albino Luciani sentou no trono de Pedro por apenas 33 dias

Albino Luciani sentou no trono de Pedro por apenas 33 dias

Foto: Ansa / Ansa - Brasil

No último dia 13 de outubro, o Vaticano reconheceu um milagre atribuído a Albino Luciani, que comandou a Igreja Católica entre 26 de agosto e 28 de setembro de 1978, em um dos pontificados mais breves da história.

O milagre em questão é a cura de uma menina de 11 anos que sofria de uma "encefolapatia inflamatória grave e aguda, de epilepsia refratária e de choque séptico", e teria ocorrido em 23 de julho de 2011, em Buenos Aires, capital da Argentina.

De acordo com a Congregação para as Causas dos Santos, o estado clínico da criança era "muito grave e caracterizado por diversas crises epilépticas diárias e por um quadro séptico de broncopneumonia".

O Papa "dos 33 dias" é o sexto Papa do século 20 que será beatificado, segundo disse a vice-postuladora da causa Stefania Falasca ao jornal Avvenire. Antes dele, foram Pio X (1903-1914), João XXIII (1958-1963), Paulo VI (1963-1978) e João Paulo II (1978-2005).

De acordo com a legislação canônica em vigor, será necessário aguardar o desfecho de outro processo "Super Miro" (sobre o milagre), após a beatificação para proceder à canonização.

Nascido em Canale d'Agordo, norte da Itália, em 17 de outubro de 1912, Luciani era proveniente de família humilde e se sentou no trono de Pedro por apenas 33 dias.

Seu jeito carismático lhe rendeu o apelido de "papa dos sorrisos", e ele também foi o primeiro pontífice a adotar um nome duplo, em homenagem a seus dois antecessores, João XXIII e Paulo VI, ambos já canonizados.

João Paulo I representava uma figura de renovação na Igreja Católica, mas morreu em 28 de setembro de 1978, vítima de um ataque cardíaco fulminante, aos 65 anos de idade.

Hoje Luciani é considerado um "venerável servo de Deus", ou seja, alguém com processo de canonização aberto e que já teve reconhecidas suas "virtudes heroicas". Para se tornar beato e depois santo, é necessária a comprovação de pelo menos dois milagres.

Notícias semelhantes
  •  
Notícias mais populares dessa semana