Reunião no Fórum alinha ações de combate à violência doméstica Jornal da Manhã - 50 anos


Juiz Fabiano Veronez com a presidente do Centro Integrado da Mulher, Juciara Moura, e a coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres da Prefeitura, Anna Maia, na reunião que precedeu o encontro desta semana | Foto: Divulgação

Fortalecer ações, iniciativas e instituições envolvidas no combate à violência doméstica contra mulheres em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Este foi o objetivo do encontro realizado no Fórum de Uberaba pela Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica, que envolve, além do Judiciário, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), órgãos como polícias Civil e Militar, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e secretarias municipais.

“Foi um bate-papo, uma conversa ampla dentro do tema Agosto Lilás”, afirmou o juiz diretor do Fórum de Uberaba e titular da 2ª Vara Criminal da Comarca de Uberaba, Fabiano Veronez. “Abordamos vários temas que envolvem o combate à violência contra mulheres, como acolhimento, atendimento jurídico e psicológico, medidas protetivas, recolocação no mercado de trabalho, iniciativas com o agressor e como lidar com os filhos mais jovens, que tendem a replicar o comportamento agressivo no futuro”, frisou.

Segundo o juiz Fabiano Veronez, a reunião debateu as ações que têm sido realizadas, avanços conquistados e o que pode ser melhorado por parte de cada integrante da Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica. “Precisamos que todos os órgãos estejam profundamente envolvidos neste tema. A violência doméstica contra mulheres é uma questão social e cultural e precisamos do engajamento cada vez maior da Rede”, frisou.

A reunião foi antecedida por outra, realizada no dia 23, entre o juiz Fabiano Veronez e a presidente do Centro Integrado da Mulher, Juciara Moura, e a coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres da Prefeitura de Uberaba, Anna Maia. Este encontro alinhou os temas e entidades participantes da reunião do dia 25. “Precisamos da parceria com os municípios”, disse o juiz.

Notícias semelhantes