Amigos bebem vinho de R$ 1.650 pensando que custava R$ 165; veja vídeo

5 dias voltar
Vinho Pera Manca

Quatro colegas decidiram sair para jantar no domingo passado (7/7) e acabaram se tornando populares no TikTok depois de gastarem muito dinheiro. Eles foram a um restaurante em Salvador (BA), pediram vários pratos, água, café e duas garrafas de vinho branco português da marca Pêra Manca.

Vinho Pera Manca - Figure 1
Foto Correio Braziliense

Ao fazer o pedido, eles pensaram que cada garrafa de vinho custava R$ 165 e resolveram pedir duas. Porém, quando a conta chegou, tiveram uma surpresa desagradável: o preço de cada garrafa era de R$ 1650, totalizando R$ 3,3 mil. A situação foi registrada por Thalyta Emily no TikTok.

O total da despesa, incluindo uma burrata, ceviche, camarões flambados, filé grelhado, dois pratos de filé grelhado com molho de vôngole, duas águas com gás, três águas sem gás, dois cafés expresso e duas garrafas de vinho, ficou em R$ 4.512, equivalente a R$ 1.128 por pessoa.

No vídeo, que obteve mais de 2,2 milhões de visualizações, os jovens estão surpresos. Um deles comenta: "Traga a fatura correta". O outro exclama: "Você está louco, que desapontamento". Uma moça afirma que a experiência foi péssima, e um rapaz concorda: "Terrível".

Na seção de comentários da postagem, usuários da internet questionaram o grupo. Um espectador perguntou: "Vocês pediram vinho sem nem olhar o valor?". Outro comentou: "Para os apreciadores de vinho, o Pera Manca é conhecido por ser caro... É complicado acreditar que pensaram que era 165."

O vinho Pêra Manca é fabricado em Portugal, mais precisamente em Évora, localizado no centro-sul do país. Considerado pelo produtor como um "vinho de qualidade superior", uma parte dele passa por fermentação em barris franceses, em seguida é envelhecido por 12 meses em contato com as borras e mais seis meses em garrafa antes de ser vendido.

E possivelmente o círculo de amigos foi "beneficiado". Em páginas que comercializam o item, a maioria das garrafas chega a ter um valor superior a R$ 4 mil por unidade.

Compartilhe sua opinião! O jornal Correio disponibiliza um espaço na versão impressa para publicar as opiniões dos leitores através do e-mail [email protected].

Publicado em 08 de julho de 2024 às 19:45 / Modificado em 08 de julho de 2024 às 20:29.

Ler mais
Notícias semelhantes
Notícias mais populares dessa semana